Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: Usando a imaginação como ferramenta de trabalho Google+

terça-feira, 20 de setembro de 2016

Usando a imaginação como ferramenta de trabalho


Post escrito por Leandro Nagata - Especialista de Ensino II na FIESC-SENAI

Dar asas à imaginação.

Frase chavão que sempre aparece em algum lugar, em um determinado momento vemos isso em um alguma propaganda, em algum slogan de um produto "x" ou "y", enfim, a imaginação parece ser algo importante, não?

No cotidiano ela passa despercebida, muitos creem que ela não passa de um recurso único e exclusivo para profissionais que trabalham com as artes e suas diversas formas de criar (através de música, pinturas, artes cênicas e etc).

Creio que os profissionais precisam ter imaginação, de alguma forma em seu cotidiano. Claro, não falando em imaginar que o escritório tem o piso transformado em lava ou que diante dos portões da empresa existe alguma besta mítica. Falo em usar a imaginação para visualizar possíveis cenários dentro da empresa e em qualquer nível.

Imagine que sua empresa está funcionando plenamente, produção em ritmo crescente, vendas indo de vento em popa, recursos surgindo de todos os lados....

De repente...
Acontece um problema na produção, reduzindo a mesma para apenas 50% da capacidade, o que fazer?

Você poderia questionar o que causou isso e tentar sanar, mas esta decisão, será que seria a mais eficaz? Será que ela não iria acarretar mais problemas? Qual seria o custo desta ação?

Algumas de muitas perguntas surgem. Um exemplo simples gera infinitas probabilidades, com inúmeras variáveis. De dúvidas à situações de causa e efeito para cada ação tomada ou a ser tomada em todos os níveis hierárquicos, problemas com muitas soluções prováveis.

Logo, vemos uma utilidade da imaginação para uma possível solução de um improvável problema que pode surgir. Notem, o uso da palavra improvável ao invés de impossível, visto que não existe algo impossível apenas algo altamente improvável. Tomemos o exemplo anterior: seria muita presunção assumir a ideia de que seria impossível acontecer um problema que fosse prejudicar a produção, tendo em vista que existem diversas variáveis nesta equação que podem resultar em desastre, mas não que seja uma sentença ou algo iminente e inevitável.

O uso da imaginação consome muita energia, pois a sua mente precisa imaginar diversas situações que podem ou não vir a acontecer, logo o desgaste te deixa inquieto, ainda mais se você imagina o pior dos cenários e se entrega ao desespero.

Antes mesmo de algo acontecer!

Isso SE realmente vier as vias de fato.

A imaginação é uma ferramenta poderosa, profissionais que usam ela da forma correta podem se preparar diante de qualquer situação e com isso não sofrer sustos ou serem pegos de surpresa com infortúnios e em condições de desvantagem.