Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: Exemplos de embalagens criativas e dicas de como criá-las Google+

sábado, 29 de outubro de 2016

Exemplos de embalagens criativas e dicas de como criá-las




Como a primeira relação entre o cliente e o que está sendo vendido é visual, apostar em embalagens diferentes, muito criativas e atraentes pode ser uma boa ideia, já que o papel contemporâneo do exterior do produto é substituir o papel do vendedor e anunciá-lo por conta própria. Fora que a competição entre os produtos é grande e vale de tudo para ganhar a simpatia do consumidor.

Acreditando nisso, alguns produtos decidiram valorizar o design exterior caprichando em embalagens diferenciadas. Veja quantas embalagens criativas na seleção a seguir:

1- Embalagens diferentes: Walking Dead

Algumas embalagens chamam a atenção e podem ser tão diferentes que podem virar peça de colecionador. Sabendo disso algumas empresas lançam produtos com embalagens especiais sob o título de “edição limitada”. Um exemplo é o DVD/Blu-ray do seriado The Walking Dead, uma cabeça de zumbi que guarda os boxs com os exemplares.


2- Embalagens diferentes: Chiclets

A Chiclets também fez algo para colecionadores, mas de uma maneira diferente. Criou 135 caixinhas diferentes com emotigums. É semelhante a um álbum de figurinhas.


3- Embalagens criativas: T-shirt

Sabe aquelas histórias com um bilhete dentro de uma garrafa? Esta empresa inovou e pôs uma camisa!


4- Embalagens criativas: abacaxi

Que tal comer um doce de abacaxi? Esta empresa trouxe um conceito completamente diferente para a embalagem.
5- Embalagens diferentes: pote de geleia

Outra embalagem de comida muito interessante é este pote de geleia no formato da própria fruta.


6- Embalagens diferentes: pacote para pães

Para chamar a atenção do seu cliente, nem sempre será preciso investir muito e produzir formatos diferenciados. Às vezes basta um design criativo para interessar os consumidores. A empresa a seguir fez isso em seu pacote de pães e criou monstrinhos engolindo a comida.


7- Embalagens diferentes: vidro de ketchup

Sabe na hora de usar o ketchup e tem que dar aqueles tapinhas no fundo para descer?! Essa empresa viu uma semelhança nessa palmadinha e criou algo inusitado.



8- Embalagens criativas: comprimidos

Esta outra companhia inseriu um desenho diferente nesta embalagem de comprimidos e a deixou mais interativa. O remédio ajuda na digestão e elimina o sentimento de “peso”, além de ser uma maneira de destacar o produto, principalmente porque a área farmacêutica sofre bastante restrições. A idéia é ótima e serve para outros produtos, pois existem embalagens de chicletes e doces que usam o mesmo formato.


Dicas práticas para você fazer sua embalagem diferenciada

Embalagem diferenciada: Energético para brilhar


A bebida Gloji é feita a base da famosa frutinha de origem chinesa, a “goji berry”. Para embalar o energético, a empresa apostou em uma garrafinha em forma de lâmpada, meio arredondada que representou muito bem o slogan: “The Juice that makes you glow” ou “O suco que faz você brilhar”.

Embalagem diferenciada: Textura da fruta na caixa de suco


Quantas empresas de sucos você conhece? São muitas e ganhar essa concorrência não é nada fácil. Para tentar se destacar, o designer japonês Naoto Fukasawa apostou em embalagens criativas e decidiu colocar a fruta na caixa para garantir que esse era o suco mais fresquinho. A textura de cada fruta foi transposta para o rótulo dando um ótimo resultado.

Embalagem diferenciada: Leite de soja direto da vaca


De onde vem o leite? A resposta certa seria “da vaca”, se o leite em questão não fosse de soja. Aproveitando esse “trocadilho” a “Soy Mamelle” criou uma embalagem que imita as tetas das vacas e na tampa colocaram folhas verdes para enfatizar que o produto é natural. Ficou muito interessante!

Embalagem diferenciada: faca de manteiga


Nada pior do que pegar o pão, a manteiga e ter que levantar-se para buscar a faca que você esqueceu. O designer coreano Yeongkeun resolveu ajudar e criou uma faca acoplada na embalagem e que substituiu a tampa tradicional. Feita com textura de madeira, ela se torna o acessório perfeito para espalhar a manteiga no pão.

Embalagem diferenciada: Cabide de chás


Essa ideia de embalagens criativas ficou realmente divertida e diferente. Os saquinhos de chás foram colocados em cabides e pendurados com se fossem uma camiseta. Cada cor de cabide é um sabor de chá diferente e basta pendurar o mini cabide na borda da xícara para fazer o chá. Esse projeto criativo foi do designer Soon Mo Kan.

Embalagem diferenciada: Lápis de queijo


Salpicar queijo parmesão ralado na hora sobre o seu prato de macarrão ficou mais fácil, graças à criação do Parmesan Cheese Pencils. O queijo parmesão vem em forma de lápis e ao apontar o lápis em cima do seu prato o queijo fica como se fosse ralado. A criação é da agência alemã Kolle Rebbe.

Embalagem diferenciada: Relógios à pova d’água


Como provar que o relógio é realmente a prova d’água? Para fazer com que os consumidores acreditassem nisso, a embalagem da marca de relógios suíços Festina fez com que as peças à prova d’agua ficassem na embalagem mergulhada nela. A criação ousada é da agência Scholz & Friends, de Berlim.

Embalagem diferenciada: Despenteados


Essa embalagem é engraçada. Fotos masculinas foram colocadas nas embalagens de lã e com a própria lã da marca Rellena, da Alemanha, a cabeleira dos personagens foi confeccionada. Criação da Olgivy&Mather Frankfurt.

Embalagem são peças fundamentais na hora de destacar uma marca. Leia a seguir mais especificações no seu processo de desenvolvimento.
Como foi a evolução da embalagem ao decorrer dos tempos?


A embalagem é uma poderosa arma na hora de convencer o consumidor. Sua premissa básica era de proteger e transportar o produto, mas, com a evolução dos conceitos de marketing, ela se tornou uma parte da identidade de uma marca. Ela também chama a atenção e desperta o desejo de compra do consumidor, principalmente se for marcante, o que pode acelerar o processo de compra na hora da decisão.

Ela faz parte do P de Produto, nos 4Ps presentes no Mix de Marketing, junto de outros elementos como qualidade, tamanho, design, propriedades, entre outros. Analisando o perfil do consumidor, é possível também criar uma embalagem que atraia o cliente baseado em suas características.

Feita principalmente para armazenar e proteger o produto, ela é responsável por cerca de 20 a 30% do orçamento de um produto e sua presença é imprescindível. Numa simples comparação, quando você vai à uma feira, que frutas ou legumes estão em melhor estado, a que está jogada junto com outras, ou a que está protegida numa caixa ou com isopor e plástico?
Como os 4 P’s podem te ajudar nas suas embalagens criativas:

Para chegar até seu público alvo, os profissionais elaboram uma estratégia utilizando as ferramentas presentes no Mix de Marketing, composto pelos 4 Ps: Preço, Produto, Praça e Promoção. Veja a seguir uma pequena descrição dos 4Ps.
Produto

O que o cliente quer. Produto está relacionado ao desejo do cliente e deve atender suas expectativas e satisfazer suas necessidades, seja tangível, que pode ser chamado de bem, como um computador ou tablet, ou intangível, conhecido por serviço, por exemplo: o conserto de aparelhos eletrônicos.

Para criar um produto, profissionais analisam se os benefícios são satisfatórios, a quem ele se destina, qual a consistência do produto e sua comparação com os concorrentes.

Preço

Quanto vale o seu produto. Após a produção, analisa-se o valor a ser cobrado por ele. E esse valor tem um peso bastante significativo. O consumidor de hoje está mais consciente e analisa muito mais o custo-benefício, pois o fator “se é caro, é bom” não é tão forte como antigamente.

Para se estabelecer o preço, deve se analisar a renda dos consumidores, os custos de produção, distribuição e divulgação, o posicionamento do produto no mercado. Analisando estes fatores, é estabelecido um valor que deve estar em equilíbrio, pois tem que ser o suficiente para gerar receita e ao mesmo tempo atrativo para o consumidor. Nem tão caro que o cliente não possa comprar, nem tão barato para não achar que há algum problema com o produto.

Praça

onde está seu produto. Também conhecido como ponto-de-venda ou canal de distribuição, este processo é responsável por levar o bem até o consumidor, envolvendo desde o processo de produção até o consumo. Geralmente o caminho seguido é: obtenção de matéria-prima, produção, agente de relacionamento, atacadista, varejista e consumidor.

Ao passar por tantas etapas, o controle de qualidades e gastos tem que ser eficaz, para diminuir o máximo possível para o fabricante o gasto utilizado até o consumidor, para que todos no processo não sintam no bolso este efeito, e também para evitar que um produto danificado ou com defeito chegue na mão, não apenas do consumidor, mas de qualquer outro envolvido, a fim de evitar dores de cabeça, perda de tempo e gasto de dinheiro.

Promoção

Divulgação do produto. Com base no ditado popular “a propaganda é alma do negócio”, pode-se fazer um paralelo a esta parte do mix, pios é necessário anunciar seu produto para que o consumidor saiba o que irá adquirir.

A promoção é o conjunto de atividades envolvendo a divulgação do produto, que podem ser: publicidade, propaganda, promoção de vendas, ponto-de-venda, assessoria de imprensa, relações públicas, entre outros.


Antes de um bem chegar em suas mãos, ele passa por inúmeras etapas. O responsável pela criação tem que seguir vários processos antes de elaborar um produto e a embalagem é apenas um dos quesitos dentro de um dos 4Ps, mas isto não diminui sua importância, pois ela pode representar a identidade da marca.