Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: 10 Dicas de como ser um bom vendedor Google+

segunda-feira, 17 de julho de 2017

10 Dicas de como ser um bom vendedor


Tenha você um mês ou dez anos de experiência profissional, acredite: sempre é possível evoluir quando se deseja aprender como ser um bom vendedor. Este artigo traz boas dicas para quem persegue o sucesso nas vendas, estando sozinho no atendimento ao cliente ou contando com uma equipe para isso. 

Como ser um bom vendedor: 10 dicas

Para abordar como ser um vendedor de sucesso, vamos detalhar os dez passos sugeridos pelo palestrante, escritor e especialista em vendas César Frazão ao Pensando Grande, projeto da Microsoft voltado a pequenas empresas.

1. Transmita entusiasmo

O entusiasmo é capaz de contagiar o cliente, mas o seu principal reflexo atinge o próprio vendedor. Ao acreditar no produto ou serviço que vende, ele se sente mais seguro de que está oferecendo uma solução com potencial para realmente melhorar a vida das pessoas e confiante para contornar rejeições e objeções.

2. Invista na aparência 

Aqui, estamos falando do básico: o vendedor precisa estar sempre limpo, perfumado e bem vestido, pois um visual desleixado não atrai clientes. Sua postura deve combinar com a empresa ou marca que representa. Mas não exagere: não há como ser uma boa vendedora de cosméticos carregando na maquiagem ou um bom vendedor de pranchas de surfe vestindo um terno.

3. Acredite no que vende 

Você compraria o produto ou serviço que vende? Se a resposta for não, já sabe por qual razão seu esforço não vem gerando bons resultados. Falamos sobre isso no item 1, mas vale reforçar, pois não se trata apenas de entusiasmo, como também de comprometimento. Um cliente só será convencido da necessidade e benefício de algo se o vendedor acreditar nisso primeiro.

4. Venda benefícios 

A questão aqui é se perguntar: quais ganhos o cliente terá ao comprar o produto ou serviço que está vendendo a ele? Diferentemente das características, você falará em benefícios que irão atender a necessidades específicas. Um exemplo: em vez de informar que um celular possui processador de nome pomposo, prefira dizer que ele vai oferecer uma excelente experiência para o uso habitual do cliente.

5. Pense grande e ofereça alto

Não é por que você tem uma empresa pequena que as suas soluções não têm valor ou possuem potencial limitado. Em seu livro Como ficar muito rico com vendas (Gente Editora), César Frazão sugere pensar no máximo que pode vender em vez de focar no mínimo. O segredo é acreditar que pode negociar grandes quantidades ou valores com grandes clientes. "A ambição e a vontade de crescer são o combustível para o seu sucesso", afirma.

6. Invista em você

Já que falamos em livros, é indispensável ao bom vendedor investir na sua qualificação e no preparo para bem atender ao cliente, o que também depende da leitura de boas obras e artigos sobre vendas. Outra dica é buscar a qualificação em cursos, como os ofertados pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) na modalidade à distância. Veja no site as principais opções gratuitas relacionadas a vendas.

7. Poupe o tempo do cliente

As relações de consumo mudaram com a evolução da internet. Hoje, definitivamente, o cliente não quer mais perder tempo. De forma geral, ele só procura a sua empresa quando já sabe exatamente o que quer e para o que quer. Portanto, simplificar sua abordagem e ser objetivo são posturas fundamentais. Mas não confunda com superficialidade: lembre-se de focar nos benefícios daquilo que vende.

8. Diferencie-se 

Lidar com a concorrência exige que você apresente um diferencial, ou seja, algo que o destaque no mercado e enalteça seus pontos fortes. Se você chegou até aqui e seguiu os passos anteriormente sugeridos, está no caminho certo. Perceba que o foco está no cliente, no relacionamento com ele e no atendimento às suas necessidades. A forma como responde a isso é que irá diferenciá-lo dos concorrentes.

9. Trabalhe duro

Nenhuma conquista vem sem esforço. Essa frase motivacional, possivelmente encontrada em qualquer livro de autoajuda, se aplica perfeitamente ao mundo das vendas. Você não saberá como ser um vendedor de sucesso sem se dedicar muito a essa tarefa. Tal desafio exige constante monitoramento e aperfeiçoamento. Por mais cansativo que pareça, vale a insistência: o reconhecimento virá mais cedo ou mais tarde.

10. Acredite em si mesmo 

Para finalizar, acredite: você foi feito para vencer. As pessoas ao seu redor podem vê-lo com desconfiança, até seus clientes podem ter dúvidas, mas não você. Mesmo diante de resultados ruins, é fundamental crer no seu potencial e ter a certeza de que é capaz de contornar desafios e ser um vendedor de sucesso. Se você planejou a sua estratégia vitoriosa, não desista no primeiro percalço. Permita-se acreditar e seguir em frente.

Fuja dos erros comuns 

Além de boas práticas, para se tornar um bom vendedor, também é importante conhecer erros comuns que afetam os resultados e fugir deles. Conheça alguns dos principais:
  1. Ouvir pouco e falar demais 
  2. Não conhecer o que vende, nem o mercado e seu público-alvo 
  3. Ignorar a concorrência e o que ela faz 
  4. Ser invasivo e pouco cortês 
  5. Tratar o cliente como apenas mais um 
  6. Demonstrar desmotivação ou desinteresse na venda 
  7. Focar-se apenas no preço 
  8. Praticar descontos sem planejamento 
  9. Desistir diante da primeira objeção 
  10. Não estabelecer uma estratégia de pós-venda. 
Entre os erros mencionados acima, não saber se comunicar afeta todo o processo, da abordagem ao pós-venda. É desejável que o vendedor saiba questionar o cliente de forma sutil, identificando as suas necessidades para, então, se colocar à disposição para resolvê-las. Parece simples, não é mesmo? Na prática, porém, esse ainda é um desafio que derruba muitas negociações.

Persiga o sucesso nas vendas 

Acreditamos que, com as dicas deste artigo, você esteja melhor qualificado para obter bons resultados nas vendas. Mas se tornar um bom vendedor exige mais: é preciso estar em constante atualização e fazer do sucesso uma meta permanente. Assim como você não deve desanimar diante da primeira negação do cliente, não se dê por satisfeito ao concretizar os primeiros negócios. Sonhar alto deve ser algo integrado à rotina do empreendedor.