Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: Procrastinar, a “arte” de deixar para amanhã Google+

domingo, 2 de julho de 2017

Procrastinar, a “arte” de deixar para amanhã


Procrastinar, a “arte” de deixar para amanhã. Será que você se reconhece nesta história?

Você acordou de manhã, cheio de energia, levantou da cama rapidamente porque tem um projeto importantíssimo para entregar.

Você, então, aproveita para terminar de tomar seu café enquanto trabalha. Mas, por azar, qual a primeira coisa que acontece?

Você, acidentalmente, derruba café na mesa.

Impossível trabalhar em uma situação dessas.

Logo, você começa a limpar a mesa e percebe que, na verdade, ela está cheia de poeira e até meio desorganizada.

Mesas de trabalho organizadas ajudam e muito a aumentar a produtividade, então a coisa certa a fazer é limpar toda a mesa.

E, pensando bem, aquelas canetas velhas e aquela pilha de papéis precisam ser jogados fora…

Mas, você está sem sacos de lixo em casa, o que torna a decisão de ir ao mercado para comprá-los algo que certamente não pode ser deixado para depois.

Já no mercado, você pensa: posso ficar com fome mais tarde e isso poderá atrapalhar minha concentração no importante projeto que preciso entregar até o final da semana.

Chegando em casa você já prepara sua refeição para mais tarde, quando estiver com fome, e claro, lava a louça para não ter que pensar nisso quando estiver muito ocupado com seu trabalho.

Finalmente, você senta em sua mesa.

Decide dar uma rápida olhada em sua página do Facebook, apenas para checar as últimas novidades.

No entanto, um vídeo do Porta dos Fundos chama sua atenção e você decide parar para assistir. Afinal, são apenas 5 minutos.

Outro vídeo relacionado aparece, e o que são mais 3 minutos? Nada que vá atrapalhar.

Como esse último vídeo é realmente hilário, você decide enviar para seu grupo de amigos no Whatsapp, o que resulta em algumas conversas rápidas, mas nada que prejudique seu planejamento para o resto do dia.

Voltando a concentração para o computador, seu estômago ronca. Ainda bem que você já tem tudo pronto, só precisa esquentar no micro-ondas.

Após sua refeição, você finalmente olha no relógio e percebe que já está tarde e não faz sentindo algum começar a trabalhar agora.

Em vez disso, escolhe assistir àqueles últimos episódios de sua série favorita no Netflix.

Afinal, seu importante projeto pode esperar até amanhã. : /

E aí, parece familiar?

Já passou por alguma situação parecida?

Aposto que pelo menos uma vez na vida você deixou para depois algo relativamente importante e que podia ser feito naquele momento.

E pior! Acordou totalmente culpado e estressado no dia seguinte pois o prazo para entrega acabou ficando próximo demais e você teve que fazer tudo às pressas.

Esse é o nocivo hábito de procrastinar!