Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: Dicas para arrecadar recursos para sua campanha política Google+

domingo, 5 de agosto de 2018

Dicas para arrecadar recursos para sua campanha política


Nestas eleições 2018, confira 7 passos para arrecadar recursos para sua campanha

A campanha política de fato, inicia no dia 16 de agosto de 2018, não é mesmo? A partir desse dia, você já pode iniciar suas ações, correto? Nãooooo!!!!! A sua pré-campanha já começou! É chegada a hora de organizar ações e metas para que o pleito do próximo ano seja marcado de forma positiva na sua carreira política. Um dos grandes empecilhos deste momento é a falta de recursos para colocar todos os planos em ação. Afinal de contas, uma campanha política requer muito esforço e investimento financeiro.

Hoje, veremos 7 passos para que, desde agora, seja possível planejar as formas de arrecadação de recursos que mais se adéquem a sua realidade.

Vamos a elas:

1 - Organize listas

Quem já é eleitor? Quem pode ser tornar seu eleitor? Quem é simpatizante dos seus projetos? É chegada a hora de organizar todas essas informações na ponta do lápis. Organize listas com o nome completo das pessoas, e-mail e telefone. Essas informações serão muito úteis! E não esqueça: é através de listas que você irá se comunicar com as pessoas, seja pelo WhatsApp, e-mail ou SMS. E como arrecadar recursos com as listas? Basta seguir os próximos tópicos! ;)

2 – Comunique-se com suas listas de contatos

Com as listas prontas, é chegada a hora de falar com seus contatos. Em um primeiro momento, comunique-se com as pessoas de sua base de dados que são influentes ("influencers") e que possam propagar as suas ideias. Podemos classificar como influencers os seus assessores, cabos eleitorais, eleitores que votam em você de longa data, blogueiros e pessoas que sejam simpatizantes dos seus projetos. Nesta etapa, os multiplicadores o ajudarão a espalhar os seus projetos, sugerindo melhorias e aperfeiçoamentos. Envie conteúdo de valor, e ouça suas sugestões!

3 - Invista em plataformas de arrecadação online

Embora a propaganda eleitoral inicie oficialmente no dia 16 de agosto de 2018, as plataformas de financiamento coletivo já poderão arrecadar recursos a partir do dia 15 de maio. E o que isso significa? Significa que aqui você usará todo o potencial das suas listas!

Mas fique atento: os serviços online devem estar cadastrados na Justiça Eleitoral, bem como, divulgar lista de doadores e quantias arrecadas. Existem regras que precisam ser observadas, para que você não tenha problema com suas contas junto à Justiça Eleitoral e Receita Federal.

Pré-candidatos: os recursos serão mantidos na empresa de arrecadação, esta como uma espécie de fiel depositária, liberados apenas mediante aprovação do registro de candidatura. Caso contrário, os valores recebidos serão devolvidos aos doadores. 

4 – Momento de arrecadar

Faça pesquisas e escolha uma plataforma que seja segura e de confiança e que esteja cadastrada junto à Justiça Eleitoral. A próxima etapa será divulgar a sua plataforma de financiamento coletivo – seja por e-mail, SMS, Facebook, WhatsApp, materiais impressos, vídeo – isso vai depender das informações das suas listas. A verba que será doada pelos seus eleitores ajudará nos custos de sua campanha. As ferramentas de financiamento coletivo mobilizam os eleitores fiéis que encontram na tecnologia uma forma rápida e eficaz de continuar apoiando o seu candidato, e os eleitores que buscam representatividade em um projeto que envolva engajamento e participação. O candidato precisa estar pronto para aproveitar esse impulso. Além disso, candidatos e partidos precisam estar preparados para receber e gerenciar essas arrecadações, pois após receber e gastar, é preciso prestar contas! 

6 – Promova eventos 

Uma estratégia poderosa para arrecadar dinheiro para a campanha é a realização de eventos. Os eventos animam as bases, dão corpo e volume para a campanha, e além de tudo isso, criam um clima muito propício para doações, desde que o candidato tenha estrutura para capturar todas essas doações e aproveitar esse momento. De acordo com a Resolução 23.464/15, a realização de um evento deve ser comunicada formalmente e com antecedência mínima de cinco dias úteis à Justiça Eleitoral, que poderá determinar sua fiscalização. É preciso também, manter a disposição da Justiça Eleitoral, a documentação necessária à comprovação de sua realização e de seus custos, despesas e receita obtida.

- Tipos de eventos

Por adesão ou com finalidade de arrecadação: estas são as duas naturezas dos eventos. Vamos a eles!

- Adesão

Em eventos por adesão, não há qualquer receita ou gasto por parte do partido. Será realizado em algum clube, comunidade ou restaurante, e este se encarregará dos gastos e das receitas necessárias para a realização do evento. Importante: no convite do evento, deve constar expressamente: “Convite/Evento por adesão, sem caráter de arrecadação”.

- Arrecadação

Já em eventos com a finalidade de arrecadação, o partido venderá os convites/cartões, destinados a arrecadar recursos para custear as despesas do evento (Notas Fiscais em nome e CNPJ do Partido) e arrecadar fundos para seu caixa. Atenção: devem ser emitidos recibos eleitorais para cada compra de convites e poderão ser depositados:

- Individualmente, informando o CPF do doador;

- Montante total, informado o CNPJ do partido/candidato.

7 - Venda souvenires

Já pensou em vender souvenires com seu nome e sua marca? Pois saiba que isso é uma ótima opção para arrecadar recursos. A venda de chaveiros, canecas, canetas, camisetas, bandeiras e bottons, por exemplo, servirá ainda para propagar o seu nome e suas propostas para futuros eleitores.