Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: 15 conteúdos que incentivam a prevenção ao suicídio Google+

quinta-feira, 13 de setembro de 2018

15 conteúdos que incentivam a prevenção ao suicídio


Ilustração: Lucas Magalhães

Como lidar com bullying, cyberbullying, depressão e outros temas que causam angústia aos alunos

Setembro é o mês da prevenção ao suicídio. Por isso, GESTÃO ESCOLAR preparou uma lista com várias reportagens que podem ajudar gestores e professores a tratar do tema na escola, com os alunos ou a própria equipe. Os textos falam sobre saúde mental, bullying e clima escolar, assuntos que, em maior ou menor grau, se relacionam a suicídio.

O Centro de Valorização da Vida (CVV), criador da campanha Setembro Amarelo, defende a importância de falar do tema desde a infância, para que tenhamos adolescentes emocionalmente saudáveis. Neste link, você poderá ver por que a prevenção ao suicídio é incentivada em setembro e qual a importância de discutir esse assunto nas escolas.

Especialistas esclarecem dúvidas e apontam soluções para esse problema que preocupa pais, professores e gestores.
A prevenção é norteada pelo conhecimento dos fatores de risco e a desconstrução de mitos em torno do comportamento.
Apelidos e comentários maldosos muitas vezes são onsiderados "coisas de estudante", mas podem deixar marcas dolorosas e, por vezes, trágicas. Veja como acabar com o problema na sua escola e, assim, tirar um peso das costas da garotada.
Na internet e no celular, mensagens com imagens e comentários depreciativos se alastram rapidamente e tornam o bullying ainda mais perverso. Como o espaço virtual é ilimitado, o poder de agressão se amplia e a vítima se sente acuada mesmo fora da escola. E o que é pior: muitas vezes, ela não sabe de quem se defender.
A prática afeta a aprendizagem, a convivência e o comportamento dos alunos. Por isso, gestores precisam prevenir e saber encaminhar judicialmente os casos extremos. 
O grito silencioso da lâmina entre os adolescentes tem crescido nos últimos anos e acende um alerta para os educadores.
Os casos são frequentes entre adolescentes e a escola precisa ter um olhar atento e acolhedor sobre quem o pratica. 
O desafio que circula entre os jovens assusta famílias e educadores. Já houve denúncias de alunos que tentaram suicídio depois de participar do jogo.
Toda a escola fica sabendo. E, nesse movimento, professores e funcionários também. NOVA ESCOLA debateu o tema com educadores.
Uma lista com nomes de garotas “rodadas” circulou em uma escola. As meninas, humilhadas, passaram por um sofrimento sem tamanho dentro da sala de aula, da família e até da igreja. O caso também é uma situação de bullying e precisa de atenção.
Mudar hábitos, reconhecer limites, confiar nos colegas. Aprenda com três professores que viveram essas dores. 
Julgamos, negamos e minimizamos a angústia, fazendo com que os adolescentes se sintam ainda pior.
A série “13 Reasons why” (“Os 13 Porquês”) aborda os motivos que fizeram uma estudante tirar a própria vida e o que poderia ter sido feito para salvá-la. 
O seriado "13 Reasons Why" chamou a atenção para um problema difícil de identificar. 
A criação de uma campanha com fotos, música e até um remédio fictício ajudaram a conscientizar os alunos.