Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral. Google+

segunda-feira, 22 de outubro de 2018

Rumo à criatividade




Confira 11 eventos criativos pelo mundo para participar

Inovação e criatividade são as novas palavras-chave dos eventos corporativos de sucesso. No entanto, nem sempre é fácil encontrar soluções criativas para gerar engajamento entre funcionários, motivar o comparecimento de clientes e potenciais compradores, captar investidores ou fortalecer a marca.

O primeiro passo é se inspirar em eventos já realizados, observando novos pontos de vista e estruturações. Assim, você consegue criar novas referências para atingir os objetivos da sua empresa ao planejar eventos de excelência.

Para sair do velho esquema de confraternização de fim de ano, palestras e workshops, resolvemos listar aqui alguns exemplos de eventos criativos que potencializaram a área de atuação das empresas que os promoveram. Pronto para ficar inspirado?

1. Festival SXSW

O Festival South by Southwest (SXSW), criado por Roland Swenson em 1987, surgiu como um evento para divulgar nomes das artes e da música. A primeira edição já foi um sucesso! Acredite: os organizadores, que haviam convidado apenas 150 pessoas, foram surpreendidos por uma multidão de mais de 700 participantes.

O encontro é realizado anualmente na cidade de Austin, no Texas, e atualmente é responsável pela difusão de tendências não só do universo musical, mas também das áreas de empreendedorismo e cinema. É considerado, hoje, um dos eventos mais importantes de tecnologia, inovação e economia do mundo.

O festival é atrativo graças à sua proposta de programação recheada de variedades e atrações. Na ocasião, palestras sobre empreendedorismo são seguidas por outras abordando temas ligados à vida pessoal e assim por diante. Sem contar que a cidade inteira fica em clima de festa, promovendo shows animados em pubs conhecidos.

Entre as figuras empreendedoras reconhecidas que marcaram presença nesses mais de 30 anos de eventos, podemos citar Jimmy Wales, cofundador do Wikipedia, Craig Newmark, criador do Craigslist, e Mark Zuckerberg, fundador do Facebook. Foi também durante a realização do SXSW que as redes sociais Twitter e Foursquare surgiram, tornando o festival conhecido pela divulgação e estouro de artistas e empresas.

2. MECA Inhotim

Em sua 2ª edição, realizada em 2017, a proposta de ser o maior menor festival tem mostrado êxito. Realizado no maior museu de arte contemporânea a céu aberto do mundo, o evento mistura shows, workshops, exposições e talks, além de outras atrações e experiências durante dia e noite. A última edição durou 3 dias diretos e contou com a participação de Jorge Ben Jor, Karol Conka, Lia Paris e Lumen Craft.

A inovação aparece na estrutura criada para o evento, além das atividades criativas proporcionadas, como aulas matinais de ioga, visitas guiadas exclusivas e até passeio de balão de ar quente para os convidados. Além dessas ações interativas, os participantes também têm a possibilidade de acampar no local, aproveitando cada instante.

3. Festival de Cannes

Ao falar de festival, não podemos deixar de abordar o Festival de Cannes, que já acontece há mais de 65 anos e é um dos mais prestigiados eventos da área do cinema. É realizado na cidade de Cannes, na França, e recebe artistas de todas as partes do mundo.

De frequência anual, o evento é midiatizado internacionalmente e a cerimônia de abertura é transmitida nas telas de cinema, além de projeções ao ar livre abertas à população. No festival, o que sobressai é o cuidado e o luxo em cada detalhe, do tradicional tapete vermelho à cronometragem das apresentações de cada premiação. É pelo planejamento e pelo trabalho impecável de um evento desse porte, reconhecido mundialmente, que o Festival de Cannes merece entrar na nossa lista de inspirações.

4. TED

Com o slogan inovador ideas worth spreading, o TED foi fundado em 1984 pela organização sem fins lucrativos Sapling, com a proposta de realizar palestras, corporativas ou não, de no máximo 18 minutos, em um formato simples, objetivo e envolvedor.

O segredo do grande sucesso do TED envolve a escolha palestrantes carismáticos e ótimos oradores que explicam inovações de modo envolvente. São abordados os mais diferentes assuntos, de ativismo a entretenimento. No site oficial, é possível conferir os vídeos das conferências já realizadas.

Com o intuito de favorecer a disseminação de ideias, o programa criou, em 2009, o TEDx. São eventos locais organizados de forma independente e com o estilo difundido pelo TED, de forma que as instituições consigam espalhar ideias de maneira inovadora usando um nome já tão conhecido.
5. RD Summit

Considerado o maior evento de Marketing Digital e Vendas da América Latina e idealizado pela empresa Resultados Digitais, o RD Summit é um evento que acontece anualmente em Florianópolis, capital de Santa Catarina e apontada como a Ilha do Silício.

Sua primeira edição aconteceu em 2013, com 300 participantes, mas ganhou relevância em cada realização. Hoje, é classificado como um dos principais eventos do setor no âmbito nacional. Quatro edições depois, esse número cresceu 250%, contando com a participação de mais de 8 mil profissionais em 2017.

A proposta do evento é uma imersão completa nas áreas de marketing, marketing digital e vendas. Seus grandes diferenciais são os conteúdos compartilhados por profissionais que ocupam grandes cargos em empresas mundiais como Google, Netflix, RD Station, Endeavor e Trello. Além disso, cerca de 70% dos profissionais que marcam presença no RD Summit são tomadores de decisão, tornando o aprendizado e a prática de networking muito valiosos.

Também se destaca a dinâmica do evento: a programação das palestras é bem delimitada e separada em temas; os happy hours e as festas auxiliam na formação de conexões de maneira espontânea e descontraída; as feiras permitem a realização de negócios e o encontro de novas soluções para todos os tipos de empreendimentos; e a feira gastronômica equipada com dezenas de food trucks é planejada para agradar todos os gostos.

6. ABAV — Expo Internacional de Turismo

Organizada pela Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV), a ABAV Expo Internacional de Turismo é considerada a mais importante feira de turismo do Brasil, e uma das maiores feiras do setor da América Latina. O tradicional evento, já em sua 46ª edição em 2018, possui caráter profissionalizante, além de englobar empresas de renome da área, sendo um importante canal de relacionamento e de informações significantes.

Em 2016 e 2017, sob a presidência de Edmar Bull, também presidente e fundador da Copastur, as edições da ABAV Expo contaram com diversas novidades, o que incentivou a participação de mais de 25 mil profissionais de turismo em sua última edição. A inovação foi vista principalmente na preocupação em tornar o evento mais moderno e tecnológico, garantindo uma experiência holística e mantendo o público qualificado para a formação de novos negócios.

Para isso, em 2017, foi construída uma área exclusiva para o segmento de luxo na ABAV Expo, com a exposição de produtos diferenciados. Edmar Bull explica a importância de arquitetar uma área específica para esse setor dentro da feira: “Hoje você consegue comprar o aéreo, o hotel e alugar um carro com facilidade. Mas para atender o passageiro de luxo e suas necessidades é preciso ter capacitação e conhecer o fornecedor”, afirma o presidente.

Em 2016, foi realizado um Hackaton Viagens, incentivando a criação de soluções preparadas para atender o mercado de turismo e viagens. Foram mais de 50 desenvolvedores e analistas de sistemas reunidos e 8 projetos desenvolvidos no espaço da feira, demonstrando a importância do uso da tecnologia e agregando novas ideias e soluções ao setor.

7. Savassi Festival

O Café com Letras é um bistrô renomado em Belo Horizonte. Além do ambiente aconchegante e da gastronomia de primeira, o espaço também é uma referência cultural, abrigando uma livraria e abrindo espaço para shows — especialmente de jazz.

Procurando ampliar o alcance da marca e em parceria com uma instituição especializada em pensar o ambiente urbano, o Instituto Cidades Criativas, os donos do empreendimento passaram a produzir e divulgar o Savassi Festival, que começou na rua do Café com Letras, em 2003.

A ideia era atrair novos clientes, fortalecer a marca e ampliar a ideia de uma empresa que ajuda no desenvolvimento cultural da cidade. A iniciativa deu tão certo que hoje, quase 13 anos depois, o evento de jazz anual é considerado o maior a céu aberto da América do Sul e já teve edições até em Nova York.

8. NRF Big Show

Esse evento é organizado pela National Retail Federation, uma organização que engloba diversas empresas varejistas do mercado americano. Durante o NRF Big Show, são envolvidos mais de 30 mil profissionais da área varejista online e offline, em uma maratona de 4 dias que incluem palestras, shows e apresentações de novos produtos e soluções para o mercado.

Sua importância é tão grande que existem pacotes turísticos vendidos em várias partes do mundo (inclusive no Brasil) para quem deseja ir a Nova York apenas para participar do evento.

9. Grande Prêmio de Mônaco

O mais tradicional e glamoroso evento de Fórmula 1 do mundo é o Grande Prêmio de Mônaco, que acontece em um circuito de rua em Monte Carlo, na cidade-estado de Mônaco, na França. Grandes nomes do esporte se reúnem para essa ocasião, ainda comparecendo políticos e celebridades, além da família real de Mônaco.

O automobilista a dar a volta mais rápida no local, repleto de curvas acentuadas e perigosas, foi Michael Schumacher. A lição deixada pela organização do GP é o cuidado com o espaço onde acontece o evento. Todo o microestado colabora para criar a sensação de cenário de filme, com seus cassinos, iates e, claro, o Palácio do Príncipe.

10. Campus Party

É impossível falarmos em eventos voltados para o mercado digital sem mencionar a Campus Party. Desde 2008, o evento é a principal referência no Brasil quando o assunto é tecnologia, inovação e cultura geek.

A Campus Party tem um evento principal que acontece anualmente, no qual personalidades da área de tecnologia, grandes empresas do setor e startups se encontram com os campuseiros (aqueles que literalmente acampam na sede da conferência) para dar início a uma série de palestras, workshops e apresentações de novos produtos.

O evento é tão prestigiado que é comum que empresas e startups promovam viagens de incentivo para que seus funcionários possam comparecer. Assim, além de se divertirem, eles também serão capazes de aumentar seu conhecimento sobre as tendências do mercado, ampliar o networking e ainda conhecer as tecnologias que vão modificar a forma de fazer negócios digitais nos próximos anos.

11. BlueHack

Não podemos deixar de falar do BlueHack, o maior hackathon da América Latina, que leva o nome de uma gigante da computação: a IBM. Um hackathon é um evento corporativo que reúne profissionais da informática que, durante um período, unem esforços para encontrar soluções ou criar produtos inovadores. Em alguns casos, essa maratona de hackers é competitiva, premiando os melhores resultados.

Esses eventos criativos fazem muito mais que fortalecer o nome da empresa, gerando engajamento real do público, atraindo talentos para o raio de captação dos empreendedores e ainda ajudando a testar ou desenvolver os próprios produtos da realizadora.

No caso da IBM, os participantes tinham que usar uma suíte de APIs da empresa e, ainda, desenvolver ideias de melhorias para o software de inteligência artificial que está em desenvolvimento pela organização.


domingo, 21 de outubro de 2018

Como saber se você é uma pessoa criativa de verdade




Pessoas criativas pensam e agem de forma diferente que qualquer outra pessoa. Possuem uma maneira própria de enxergar o mundo e de lidar com situações que ocorrem durante sua caminhada.

Acredito que todas as pessoas têm a capacidade de criar, mas algumas se destacam por possuir uma maior facilidade. A lista a seguir mostra um pouco da perspectiva das pessoas criativas e o que elas costumam fazer e como encaram a vida.

1 – Se inspiram nas horas menos esperadas

Eles nunca sabem quando a próxima grande ideia chegará. Ela apenas chegará, da maneira menos esperada e no momento menos esperado.

2 – Eles sonham o tempo inteiro

Ele estão aqui, mas não estão. Eles podem viajar a qualquer momento durante uma conversa. É normal, não fique zangado com eles.

3 – Ficam entediados facilmente

Precisam sempre de um estímulo para manterem-se ativos. Eles não irão focar naquilo que não gostam, você pode chamar de TDAH ou qualquer coisa, mas isso é apenas parte de sua genialidade.

4 – Enxergam o mundo com os olhos de uma criança

Observar o mundo como uma criança pode ser, muitas vezes, a chave do sucesso.

5 – Eles falharão, mas você pode ter certeza que tentarão novamente

A vida não é fácil para ninguém, nem menos para as pessoas criativas. Falhas e quedas são inevitáveis, mas somos nós que decidimos se seremos derrotados ou se utilizaremos o obstáculo para nos fortalecermos ainda mais. As pessoas criativas também são rejeitadas por diversas vezes, mas apenas tomam isso como lição.

6 – Vão seguir seu coração, mesmo que, muitas vezes, sua mente diga o contrário

Dizem que as pessoas criativas são menos propensas a se preocuparem com as coisas e mais propensas a assumirem riscos. Isso pode trazer mil falhas, mas um milhão de satisfações.

7 – Eles se perdem no tempo

Quando estão criando, se perdem totalmente, podendo esquecer de comer, de beber e até de dormir. Quanto as ideias estão fluindo em sua mente, nada mais importa para eles.

8 – Eles trabalham enquanto você dorme, e dormem enquanto você trabalha

A inspiração vem nos momentos mais inesperados, como foi dito no número 1.

9 – Onde a maioria das pessoas vê dificuldade, eles veem oportunidade

Sempre procuram ver o lado bom das coisas e se livram de problemas de maneiras incomuns

10 – Eles se apaixonam por suas obras e as odeiam no dia seguinte (e vice-versa)

Às vezes, esse tipo de inconstância acontece sem um motivo realmente definido

11 – São humildes e orgulhosos ao mesmo tempo

Apesar de sempre estarem dispostos a aprender, são extremamente orgulhosos e confiantes quando se trata de suas ideias e criações.

12 – Estão sempre à procura de novas formas de se expressar

A busca por novidades e ideias é constante. Seja um fotógrafo, pintor, escritor, eles sempre desejarão fazer as outras de outras maneiras.

13 – Eles procrastinam

Sim, eles cumprirão os prazos na maioria das vezes, mas boa parte do trabalho será realizada na noite anterior a este prazo.

14 – Eles veem o outro lado da moeda

Sempre conseguem enxergar as coisas através de um ponto de vista diferente

15 – Não gostam de limites

Regras e limites não são feitos para eles. Muitas das vezes são vistos como rebeldes, e temos exemplos históricos disso.

16 – Não gostam de números

São brilhantes, mas se você pedir para que façam as contas, verá o quanto não gostam dos números

17 – São grandes observadores

Observam pessoas e estão atentos até aos mínimos detalhes. Qualquer coisa pode servir de inspiração para eles.

18 – Estão sempre fazendo novas experiências

Como foi dito no item 3, precisam sempre ser estimulados. E fugir da rotina é uma excelente escolha para isso.

19 – Eles recomeçam tudo de novo

Não importa o quão avançados estão com uma criação, mas se sentirem que não está bom o suficiente, não pensarão duas vezes antes de descartar e começar novamente.

20 – Mandam eles arrumarem um emprego “de verdade”

Os familiares e amigos dessas pessoas muitas vezes vão enxergar tudo como uma brincadeira e desejarão que elas desistam dessa “brincadeira”. Mas os criativos sempre seguirão e acreditarão em seus sonhos. (Nossa, eu já ouvi muito isso!)

21 – Eles amam

Amam a vida, amam as pessoas, amam os animais, amam a beleza. O seu amor pela vida é contagiante, e se você tem alguns amigos assim, fique com eles. Eles vão fazer sua vida um pouco mais bonita.


sábado, 20 de outubro de 2018

A tecnologia a nossa volta



É inevitável o uso da tecnologia em nossa geração, até mesmo os órgãos mais antigos estão trocando os armários cheios de papéis por documentos armazenados na nuvem virtual. Nada melhor do que conseguir compartilhar dados com qualquer pessoa ao redor do mundo em apenas um clique. Alguns estudos chamam a nova geração de F5, eles são muito mais imediatistas do que a geração passada e já nasceram em uma época totalmente informatizada. 

Sendo assim, sentem a necessidade de atualização constante. Se um aparelho ou um programa não tiver uma atualização em pelo menos 6 meses, já é totalmente taxado como obsoleto.

O grande intuído desse texto é mostrar que a nova geração está vindo muito exigente e as empresas precisam acompanhar também esse fluxo. Se você tem aquele ponto de bater cartão antigo, que tal trocar por um novo? Um relógio de ponto digital poderia acelerar o processo e também ser muito mais prático na hora de recolher as informações extraídas dele. São pequenos detalhes que podem fazer uma grande diferença no dia a dia de trabalho. Uma tela melhor para um computador, um servidor online para que as informações possam ser transmitidas rapidamente e diversas outras coisas que a tecnologia pode nos proporcionar.

Hoje, já podemos encontrar várias redes de fast food, por exemplo, onde o cliente não precisa mais fazer o pedido no caixa, ele tem um totem totalmente digital onde consegue escolher seu pedido e depois efetuar o pagamento no caixa. O serviço ficou muito mais rápido e eficiente, sem dúvidas. Sabemos que pessoas que não vieram dessa geração costumam ter mais dificuldades para aceitar e se adequar a essas novas tecnologias, mas elas são o nosso futuro e estão presentes para tornar as tarefas muito mais fáceis. 


sexta-feira, 19 de outubro de 2018

É preciso se reinventar sempre para encarar os desafios do mercado



A capacidade de se reinventar perante os desafios do mercado

O mundo empresarial está em constante evolução e por isso todos os dias os profissionais encaram situações diferentes que os obrigam a tomar novas decisões, que não foram ensinadas na sala de aula pois são inéditas e empíricas.

Neste contexto há dois tipos de profissionais: aqueles que ignoram os sinais de mudança e continuam a insistir nos métodos existentes e aqueles profissionais que percebem que é preciso evoluir junto com o mercado para não ser atropelado pela concorrência.

A área de marketing digital é aquela em que vemos esta transformação de forma mais clara, pois há sempre uma app nova, um modelo novo de equipamento, uma forma nova de se expressar com os clientes e de receber feedback dos consumidores através de meios tecnológicos.

Entretanto há possibilidade de inovação em todos os âmbitos, pois a sociedade evolui os seus hábitos de compra e descobre novas formas de consumir, fazendo com que surjam novas necessidades no mercado.

Não é preciso esperar um momento de crise para gerar novas oportunidades, mas é imperativo ficar atento às tendências e ter abertura a atualizações que tornem os processos mais ágeis e lucrativos.

Poderá fazer um rápido estudo de mercado e perceberá que as grandes marcas estão sempre a lançar novos modelos que atendem aos desejos dos consumidores. As pequenas marcas e o comércio local também evoluem, tamanha é a quantidade de estabelecimentos que prezam por um ambiente bonito e organizado para proporcionar o bem-estar do cliente desde o momento em que se entra no espaço.

Seguem alguns questionamentos que ajudam os empresários a desenvolverem-se e progredirem o seu negócio conforme os desafios do mercado:
  1. O seu produto pode evoluir? O seu consumidor utiliza este produto da mesma forma ano após ano?
  2. O que são feitas com as sugestões e as reclamações dos clientes? O seu produto melhora com as críticas que recebe?
  3. Há alguma formação que os seus funcionários possam fazer para aperfeiçoarem técnicas de atendimento e de serviços de venda e pós-venda?
  4. Há espaço para os colaboradores sugerirem novos métodos de trabalho e espaço para que reforcem laços de equipa?
  5. Como está a componente emocional dos seus funcionários? São motivados, mantém a proatividade, conseguem resolver conflitos e gerir o stress?
  6. Há novas formas de serviço dentro do seu ramo? O seu cliente está interessado nestas formas?
  7. Quais são as formas de serviço que o seu concorrente oferece e você não? Como ele informa estes serviços ao público?
  8. A sua área de atuação e a forma de distribuição no mercado pode ser diferente?
  9. Há formas tecnológicas para tornar os sistemas utilizados na empresa mais ágeis?
  10. A sua loja ou ponto de venda pode ser melhor organizado, para proporcionar uma experiência mais cativante ao cliente?
  11. Há possibilidades de parcerias com empresas que oferecem serviços complementares aos seus?
Não tenha medo de reelaborar a estratégia de negócio, pois no mercado atual, quem não tem capacidade de se reinventar não sobrevive.

Estamos em uma era em que as dificuldades não aparecem apenas quando se fazem coisas erradas, mas também quando se continua a fazer as coisas certas por tempo demais.

Não espere ter resultados diferentes quando continua sistematicamente a fazer as mesmas coisas. Ouse mudar e questione-se.

quinta-feira, 18 de outubro de 2018

Confira 10 dicas para se destacar como designer

Resultado de imagem para design

Hoje apresentamos aqui algumas dicas do designer Gilberto Prado para todos os criativos que desejam se destacar em sua área. Confira essa super lista com 10 dicas sensacionais sobre design.


1- Valorize o trabalho em equipe.

Não seja um designer que gosta de fazer tudo sozinho! Compartilhe suas artes com colegas e peça opiniões. Pode ser que alguém tenha uma ótima sacada que vai te ajudar. Não tenha medo das críticas, saiba recebê-las.

2- Valorize o conteúdo.

Tão importante quanto o design, o conteúdo da peça não pode passar despercebido. Veja se as mensagens e os textos colocados nela são concisos e claros (vale discutir a ideia com o redator). Esta dica vale tanto para um design gráfico quanto para um design web.

Dica: Para web ou mobile, existe a região de primeiro acesso e nela é sempre importante colocar uma mensagem clara do que o site oferece! Veja o exemplo abaixo:

Imagem retirada do portfólio no Behance do Gilberto – Clique para acessar o portfólio

3- Pense antes de agir.

Sempre divida seu tempo entre pesquisar e fazer. Por exemplo: Se você tem 1 dia para fazer um layout, dedique a parte da manhã para pesquisar boas referências, se aprofundar no assunto, e a parte da tarde para criar o layout em si.

4- Pesquise referências.

Como dito no tópico anterior, pesquisar referências é algo de extrema importância. Mas veja: buscar referências é diferente de copiar! Esta etapa é importante para aquecer o nosso lado criativo. Tenha sempre um lápis e papel em mãos para criar rabiscos e fazer anotações relevantes sobre o assunto.

Para tornar nossa vida um pouco mais fácil, o Behance criou uma área para salvarmos nossas inspirações, dividindo em coleções, veja:


Imagem retirada do Behance do Gilberto – Clique para acessar o link da coleção

5- Rabisco.

Você não precisa ser o melhor desenhista do mundo para esboçar uma boa ideia. Este é um hábito que deve ser criado, rabisque suas ideias sem medo. Mostre para sua equipe ou para seus colegas e antes mesmo de começar a botar a mão na massa, você já irá receber muitos feedbacks que irão te ajudar.

Veja alguns exemplos de como podem ser feitos os rascunhos e seus resultados finais:

Imagem/Reprodução Behance – Clique aqui para acessar o link do job 

6- Estude as ferramentas.

Ser bom em uma ferramenta não significa que você será um bom designer. É importante conhecer sobre grids, história da arte, composição de cores, contraste e por ai vai. Conquistar uma expertise nada mais é que uma bagagem conceitual. Isso te colocará em outro patamar no mundo do design.

Pratique sempre! Enquanto você trabalha é claro que estará praticando, mas tire também um tempo para criar coisas novas fora do ambiente de trabalho. Veja este exemplo que eu fiz para treinar um pouco de uma ferramenta:

Imagem retirada do Behance do Gilberto – Clique aqui para acessar o job completo 

7- Dedique-se ao máximo em cada trabalho.

Esta é uma dica que dou para todos que trabalham comigo. De o seu máximo em cada trabalho, faça o seu melhor! Sei que pode parecer meio clichê, mas representa muita coisa. Todo trabalho bem feito pode trazer muito resultado. São peças bem produzidas que formarão o seu currículo profissional. Claro que o tempo é um fator importante, então se esforce o quanto puder dentro do prazo do projeto.

8- Tente entregar sempre a mais.

Este é um hábito que eu sempre tive e acredito que pode ser um dos diferenciais que me ajudou a crescer na profissão. Não precisa ser algo complexo, basta ser alguma coisa que irá agregar valor no resultado final do projeto.

Imagem retirada do Behance do Gilberto – Clique para acessar o link da arte

9- Peça feedback.

Isso vale para tudo!

Depois de terminar um layout, pergunte a alguém o que essa pessoa acha. Na maioria das vezes o layout que você está fazendo não é seu, então não se apegue. Lembre-se que ele será de um cliente. Pergunte ao cliente também o que ele acha. Alguns darão o feedback naturalmente, mas na maioria dos casos você precisa correr atrás. Pergunte o que estão achando do seu trabalho e o que você poderia fazer para melhorar. Entenda seus pontos fortes e fracos. Isso me ajudou muito, fez com que eu não ficasse sempre na mesma.

10- Nunca pare de aprender!

Eu já estudei muito sobre design, desanimei por um tempo e fui para o front-end, até que eu vi um caminho no qual eu poderia juntar os dois e comecei a aprender mais sobre UX Design. Ou seja, nunca parei de aprender! Hoje continuo nessa trajetória e almejo aprender ainda mais sobre tudo isso.

É preciso aprender algumas coisas diferentes também, não só design. Precisamos compreender como as coisas funcionam; para o que eles foram criadas; e para quem foram criadas. A partir desse entendimento e estudo, conseguimos criar coisas mais relevantes e interessantes para o público, seja uma peça gráfica ou uma peça web.