Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: O que é Embalagem? Google+

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2017

O que é Embalagem?



Embalagens, podem ser papel, plástico, madeira e diversos outros materiais. É ela que envolve um produto ou a caixa em que ele está armazenado. O objectivo é de que ela proteja o produto em questão durante seu transporte, distribuição e na sua permanência em armazéns e pontos de venda.

Outra característica importante da embalagem é que ela permita a transmissão de informação ao consumidor. Ela geralmente pode detalhar dados do fabricante e do produto, tais como data de validade, componentes e outras informações.

As empresas devem prestar muita atenção na concepção de suas embalagens uma vez que ela funciona como uma carta de apresentação para o comprador potencial. Ela deve sobretudo chamar a atenção do consumidor e destacar o produto com relação aos demais concorrentes.

Outro ponto importante está relacionado a segurança do uso e a forma de manuseio da embalagem durante o consumo do produto. Ela precisa preservar ao máximo a integridade do que está dentro e facilitar a remoção por quem irá utilizar o produto.

Em alguns casos basta quebrar um selo enquanto em outros, há sistema exclusivo de abertura ou uma tampa. Em muitos casos basta apenas quebrá-la ou simplesmente rasgá-la.

Conceito de embalagem

O que é embalagem? Em sua definição mais rigorosa seria a ciência, a arte e a tecnologia da inclusão ao proteger produtos para distribuição, armazenamento, venda e emprego.

Designers devem considerar que a embalagem tem o objetivo principal de atrair a atenção dos clientes e ser a janela principal de comunicação para o consumidor. A apresentação de um produto é essencial e ela poderá determinar se este será um sucesso... ou falha. 

Mesmo que se faça muita publicidade a cerca de um determinado produto ou que este tenha uma qualidade excepcional, a cartada final é dada na hora da compra quando há o contato visual do consumidor com a embalagem que armazena o mesmo. Este será o momento final em que ocorrerá a tomada de decisão ou não pela compra.

Uma boa embalagem é muitas vezes o elemento chave que tornará mais duradoura a imagem de marca ou de um determinado produto. Aspectos como funcionalidade, o fato de ser reutilizável e um design atraente são pontos essenciais para que o recipiente se torne uma valiosa adição ao produto final.

Neste momento deve-se também estabelecer uma comunicação direta com o consumidor, enviar-lhe uma mensagem que irá ajudá-lo a decidir no momento crucial da aquisição.

O design da embalagem se refere ao processo de projeto, avaliação e produção de embalagens. Ele pode ser também descrito como um sistema coordenado de preparar mercadorias para transporte, armazenagem, logística, venda e utilização final pelo cliente.
Acima de tudo lembre-se, a embalagem contém, protege, conserva, transporta, aconselha e vende o produto.

Objetivos da embalagem

A embalagem e rotulagem tem vários objetivos:
  • Ser uma eficaz proteção durante o transporte individual ou em grandes quantidades.
  • Marketing: Embalagem e/ou rotulagem podem ser usados pelas marcas para seduzir clientes potenciais e influenciar na compra final. 
  • Trazer informação e segurança durante o manuseio da mesma e do produto.
Tipos de embalagem

Basicamente, os tipos de embalagens utilizadas dependem do produto e da forma de sua distribuição. Às vezes é conveniente classificar pacotes por função ou "camada": "principal", "secundário", etc.

• Embalagem primária: a embalagem que primeiro envolve o produto e informa o que ele é. Geralmente é o menor, considerando-se que são vendidos ou utilizados por unidade. O primeiro invólucro tem contato direto com o produto.

• Embalagem secundária: é a que envolve a principal embalagem, por exemplo, para agrupar um conjunto de unidades para venda ou distribuição.

• Embalagem terciária: é a que agrupa um conjunto de caixas secundárias de manuseio de granéis, para o armazenamento e transporte por terra, mar ou ar. O mais comum deste tipo de embalagem é  o agrupamento em paletes o contêiner.

De alguma forma estas categorias podem ser arbitrárias. Por exemplo, dependendo do uso, a embalagem pode ser primária quando ela é aplicada sobre o produto, secundária quando é aplicada ao produto individual e em caixas terciárias ao desenvolver pacotes de distribuição.

Definição de embalagem

Definimos como embalagens ou pacotes todos os recipientes utilizados na rotulagem ou embalagem de produtos comerciais.

Estes recipientes têm duas funções, embalar o produto de forma correta na loja e atrair o público através de sua imagem. É importante sempre ter em mente estes dois aspectos, de nada adianta uma embalagem segura, mas pouco atraente ou um produto de máxima qualidade, se sua rotulagem não transmiti-lo como tal.

Hoje em dia, temos muitos produtos semelhantes ou similares em shoppings, tornando este um mercado altamente competitivo. Diante de tal competição é quando a embalagem faz a diferença, ao transmitir confiança e servir como meio de atração ao consumidor final.

É muito importante saber, antes de projetar uma embalagem de um produto, para qual público alvo ela será dirigida, o mercado de tendências, quais materiais utilizar, a conveniência do consumidor, etc. O objetivo final destacar o produto que está sendo oferecido.

A embalagem é aplicada em uma variedade de formas e formatos, dependendo do recipiente. Podemos citar como exemplo: o rótulos de uma garrafa, uma lata de refrigerante, uma caixa ou um saco de papel, etiquetas, etc...