Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: Como o design criativo pode ajudar empreendedores Google+

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Como o design criativo pode ajudar empreendedores


Empreender hoje em dia deixou de se referir apenas ao ato de abrir ou de gerenciar um novo negócio. O mercado atual exige cada vez mais ações diferenciadas e inovadoras, ao estar inserido em um âmbito de rápidas mudanças tecnológicas e de intensa competitividade.

Nesse cenário, o empreendedor contemporâneo deve buscar se atualizar constantemente sobre as tendências de mercado e do universo produtivo. E é aqui que o design criativo torna-se uma importante ferramenta: ele contribui com conceitos únicos e originais para a criação e para o desenvolvimento de uma empresa, produto ou serviço.

Mas, afinal, o que é o design criativo? É o que você vai descobrir no nosso post de hoje, continue acompanhando!

Design criativo: uma visão inovadora do mundo

O design, assim como a atuação do empreendedor, envolve tradicionalmente a idealização e o desenvolvimento de um produto (seja ele um serviço, um objeto determinado ou o próprio negócio). E é, acima de tudo, uma atividade que exige criatividade. Mas engana-se aquele que acha que criatividade é algo que se adquire naturalmente ou por dom. Muito pelo contrário, ser criativo envolve o uso de técnicas e de conceitos adequados para cada situação. O design pode, portanto, contribuir ao trazer uma série de processos que nos permitem ver o mundo de uma outra maneira, abrindo caminhos para a inovação.
Para refletir autenticidade, criatividade exige tempo!

O que faz uma ideia ser considerada criativa hoje no mercado? Com tanta diversidade no mundo da criação, uma ideia criativa vira sinônimo de uma ideia singular. Ela precisa se diferenciar de outras já existentes, ao mesmo tempo em que mantém a essência do negócio ou do produto em questão.

A autenticidade e a originalidade passam então a ser conceitos-chave para uma boa atuação e visibilidade. E o segredo para atingir essa unicidade própria é investir em processos mais elaborados e direcionados às especificidades de cada projeto. Ou seja, são etapas que levam mais tempo e nos dão mais autonomia criativa, pois envolvem fugir de conceitos e de processos tradicionais e muito usuais, evitando modelos ou templates prontos (isto é, serviços disponíveis em massa e que não permitem a personalização).

Entender o design para pensar em inovação

Pensar de forma criativa a partir dos conceitos do design vai além de seu uso para fins de criação de layouts ou para o aprimoramento da comunicação de uma empresa. O design, com sua história e sua própria inovação, pode nos ensinar a idealizar melhor nossos projetos, desenvolvendo nosso lado criativo e ampliando nossa atuação empreendedora. Ele pode tanto atuar como uma excelente estratégia para a construção e consolidação de uma marca, por exemplo, como influenciar novos modelos de negócio.

E aí, quer saber como incorporar conceitos do design criativo em seus projetos? A partir de uma visão ampla do design, nosso curso “Design para novos contextos”, apresenta alguns desses processos que podem contribuir para novas práticas inovadoras. Além disso, se você busca expressar melhor suas ideias, tirá-las da cabeça e colocá-las em ação, a sugestão é nosso mais novo curso Põe no Papel que aborda elementos práticos do Visual Thinking.

Esperamos que você tenha entendido e explora cada vez mais o potencial do design criativo no mundo empreendedor. Qualquer dúvida, deixe um comentário abaixo!