Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: Saiba tudo sobre a CNH Social 2018 Google+

terça-feira, 5 de junho de 2018

Saiba tudo sobre a CNH Social 2018


Você já deve ter ouvido fala da CNH Social, correto? Mas como ela funciona? Quem tem o direito de solicitar? Em quais Estados já está liberado? Pois é, essas e muitas outras dúvidas você vai tirar aqui neste post. Então vamos lá!

Fique ligado às noticias referentes a CNH Social para evitar golpes e armadilhas que são divulgadas na internet e redes sociais, e para isso, vamos esclarecer e explicar como funciona, quem tem direito e como fazer a sua solicitação.

O que é a CNH Social?

O Programa CNH Social foi criado pela Lei Estadual n° 14.029, de junho de 2012, e visa a obtenção da Carteira Nacional de Habilitação de forma gratuita por pessoas que se enquadrem nos seus critérios.

Como Funciona a CNH Social?

O objetivo de oferecer à população de baixa renda mais e melhores oportunidades no mercado de trabalho, com a oferta de serviços de habilitação gratuitos. Será proibido a cobrança de qualquer valor até o final do processo necessário para a obtenção da CNH.

Quais critérios para solicitar a CNH Social?
  • Maior de 18 anos;
  • Saber ler e escrever;
  • Estar desempregado por pelo menos 1 ano;
  • Ter renda familiar de até 2 (dois) salários mínimos;
  • Ser beneficiário de qualquer programa social de transferência de renda do governo como o Bolsa Família;
  • Não ter nenhum registro na Carteira de Trabalho;
  • Ser estudante de qualquer escola da rede pública de ensino;
  • Possuir qualquer tipo de deficiência.
Quais Estados já tem a liberação da CNH Social 2018?

A aberturas de vagas em cada Estado é liberado no site do DETRAN oficial de cada localidade. Estes Estados abaixo já tiveram parcerias e foram liberadas vagas em anos anteriores:

Amazonas – No Estado do Amazonas foi firmado uma parceria entre o governo e sindicato dos Centro de Formação de Condutores e as inscrições podem ser feitas pelo aplicativo Amazonas na Palmada Mão, além do próprio site do DETRAN.

Pernambuco – O Estado do Pernambuco é um dos mais frequentes na participação do programa, estando na 9ª participação. Podem participar pessoas cadastradas no Bolsa Família, Chapéu de Palha, egressos do sistema penitenciário, socioeducandos da Funase, desempregados (renda familiar até três salários mínimos) e alunos do ensino médio e fundamental da rede pública estadual.

Ceará – O Ceará participa do programa desde 2009, sendo financiado pelo Governo Estadual, e abrange as categorias A e B, para pessoas acima de 18 anos de baixa renda.

Paraíba – Neste Estado podem participar pessoas vinda de Programas Projovem ou Brasil Alfabetizado e pessoas egressas do Sistema Penitenciário ou que tenham cumprido medida socioeducativa de internação. Para categorias A e B, além de mudanças para categorias C, D e E.

Em alguns Estados, devido à crise financeira, o programa foi suspenso, como por exemplo no Espirito Santo e Rio Grande do Sul.

Segundo informações do DETRAN local, essas Estados ainda não possuem a CNH Social: Alagoas, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás, Pará, Paraná, Piauí, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina e Tocantins e no Distrito Federal.

Importante:

Não confunda o programa CNH Social mantido pelo Governo e o projeto Primeira Habilitação para o Transporte – CNH Social mantido pelo SEST SENAT. Ambos são processos gratuitos para a obtenção da habilitação, porém são programas distintos.

Como fazer para se inscrever na CNH Social 2018?
  1. Ao identificar o link do Detran do seu estado, encontre no site a opção CNH Social;
  2. Clique na opção referente a ‘CNH Social/Popular’ e siga as instruções;
  3. Após seu cadastro, seus dados serão avaliados para confirmar se você se encaixa nos requisitos do programa;
  4. Quais documentos necessários para fazer a solicitação da CNH Social?
  5. CPF (Original e cópia);
  6. Documento oficial com foto: RG, CNH, CTPS ou Reservista. (Original e cópia);
  7. Comprovante de residência. (Original e cópia);
  8. Certidão de Casamento, Declaração de união estável ou de divórcio. (Original e cópia).
Com essas informações em mãos agora é aguardar que sejam liberadas as vagas em seu Estado para se inscrever.  Boa sorte!