Gráfica e Editora Moura Ramos: livros, revistas, embalagens, sacolas, agendas e impressos em geral.: Mitos e Verdades sobre "Dor de Garganta" Google+

sábado, 20 de maio de 2017

Mitos e Verdades sobre "Dor de Garganta"

Prepare-se para mudar de paradigmas. Sua mãe vai pirar depois disso!


Com a chegada do inverno, há um aumento exponencial dos casos de dores de garganta. Mas será que isso tudo é culpa da estação? MITO!

Pois é, mas vai muito além dessa lenda. Confira!

1. Sorvete ou bebidas geladas agravam a dor de garganta?   Verdade!


Antes de tudo, alimentos gelados não causam a dor de garganta, apenas agravam. Quando a região da garganta está irritada, os vasos sanguíneos sofrem dilatação, eles incham, reação natural do organismo. A partir do momento que ingerimos sorvete ou bebidas geladas a temperatura da região diminui, dificultando esse processo natural, agravando a dor.

2. Fumar interfere no processo de cura? Verdade!


Se o fumante já estiver com dor de garganta e continuar jogando fumaça tóxica na região, certamente dificultará a cura. Isso porque, ao mesmo tempo em que este está tomando medicamentos para melhorar a inflamação, ele continua ingerindo uma porrada de substâncias que causam irritação.

3. Sair do quente para o frio causa dor de garganta? Mito!

– Frio, frio, frio, frio, frio, frio…

Se tua mãe falou isso, escute porque praga de mãe pega. Mas segundo reportagem da Globo News, o que pode causar dor de garganta é ficar exposto muito tempo em um ambiente frio sem agasalho, derrubando a resistência do corpo e nos deixando expostos a vírus e bactérias. Para o siteMinha Vida, o pneumologista Fernando Stugart afirma que nosso organismo não adoece por causa de diferenças de temperatura.

4. Inverno é o verdadeiro responsável? Mito!

– O Inverno está chegando…

Mas vamos com calma. O inverno em sí, a estação das roupas chiques, não está diretamente ligado a sua dor de garganta, mas indiretamente. Os verdadeiros bandidos dessa história são o frio, que derruba a nossa resistência, e a aglomeração de pessoas em ambientes fechados, que nos deixa completamente expostos a muitos e muitos vírus e bactérias.

5. As causas da dor de garganta podem ser diversas? Verdade!


As causas são variadas, pode ser alergia, inflamação, vírus, bactérias, irritações ou lesões.

6. O tratamento é único?  Mito!


Se a dor de garganta for causada por um vírus, não adianta se entupir de antibiótico, pois estes só servem para curar bactérias. Procurar um médico é a melhor coisa a se fazer, se auto-medicar pode agravar (e muito) o seu quadro.

7. É possível prevenir a dor de garganta?  Mito! 


Mas com pequenos cuidados no dia-a-dia você pode aumentar sua imunidade, diminuindo as chances de contrair doenças por vírus e bactérias, como: não fumar, evitar aglomerações, se proteger do frio e lavar bem as mãos.

8. A dor de garganta é contagiosa?  Mito!


A dor de garganta é consequência de algum problema no seu organismo, assim como uma dor de cabeça ou muscular. O que pode ser transmitido é a causa, a doença, se for vírus ou bactéria.

9. Gargarejo com água morna, sal e vinagre alivia?  Mito!


A princípio, o gargarejo até auxilia aliviando a dor, mas o vinagre e o sal são substancia que podem irritar a mucosa e com isso agravam o problema. Especialistas indicam que seja feito um tratamento com medicamentos próprios ou menos agressivos.

10. Beber água ajuda no tratamento da dor?  Verdade!


A hidratação é extremamente essencial para a saúde da garganta (e do corpo!). Mantê-la seca piora a dor significativamente quando está com infecção. Evite água gelada.

11. Própolis ajuda a aliviar a irritação?  Mito!


Essa é polêmica! “O problema é que o própolis requer álcool para se manter conservado. E álcool aumenta a irritação na garganta” alertou a alergista e otorrinolaringologista Mônica Menon-Miyake, do Hospital Sírio Libanês aoIG. Outros especialistas simplesmente não indicam, afirmando que não passa de crendice popular.

12. Mel funciona como um poderoso anti-inflamatório?  Verdade!


Ele carrega uma poderosa enzima chamada glicose-oxidase, responsável por um potente antisséptico natural. Por conta disso o mel inibe inflamações e reconstrói tecidos na garganta. Além de ser uma delícia! Mas não exagere, pode irritar o estômago e causar refluxo.

13. Limão com Mel é tiro e queda contra as dores de garganta? Mito!


Já aprendemos que mel é uma poderosa arma contra inflamação na garganta, mas tudo isso pode ir por água abaixo se colocar limão no meio. Da mesma forma que exagerar no mel, ingerir limão pode causar refluxo, responsável por aumentar a irritação, “o risco pode ainda ser maior porque limão é uma fruta cítrica, muito ácida”, conclui a Dr. Mônica Menon-Miyake. A imagem acima é meramente ilustrativa.

Atenção: Evite tomar medicamentos sem prescrição médica e fique atento, uma dor de garganta que dura mais de uma semana pode evoluir para problemas sérios, nesse caso consulte um médico.

Fonte: SOS Solteiros